Toyota Prius é sim um sonho de consumo

Prius Experience

Muitos devem ter acompanhado o evento da Toyota chamado de #PriusExperience. A montadora convidou uma dezena de jornalistas e blogueiros para viajarem com o Prius. O BigSense esteve presente e conta agora um pouco mais sobre o sucesso de vendas no mundo todo, com mais de 8 milhões de unidades vendidas.

A competição foi bem legal, um percuso na estrada dirigindo o Prius pela Rio-Santos com chegada em São Paulo ao fim do dia. E a segunda etapa, no dia seguinte, rolou em um autorama do futuro, onde os mini carrinhos eram controlados por ondas cerebrais.

O carro por si só se mostrou bem completo, com bancos de couro, central multimídia, um sistema de som nota 10, camêra de ré e uma dirigibilidade que da gosto. Ele conta ainda com um motor 1.8 a gasolina de 98 cv e outro elétrico de 80 cv, chegando a uma potência combinada de 138 cv. Já o câmbio é CVT e o manche em modo joystick.

A experiência em dirigir o carro foi bem interessante e econômica. Na primeira parte da viagem, da Barra da Tijuca até Paraty, conseguimos cravar um consumo dos sonhos: 20 Km/L. E até a chegada em São Paulo, depois de quase 12 horas de estrada e paradas, não precisamos reabastecer nenhuma vez o tanque, de 40 litros.

Nunca havia testado um carro elétrico e muito menos um híbrido. O carro elétrico não conta com um motor à combustão e necessita sempre ser recarregado em uma tomada. Normalmente o tempo de recarga é de pelo menos 8h. Já o híbrido, conta com dois motores, um à combustão com gasolina e o outro elétrico sem recarga em tomadas (caso do Prius).

As duas fontes funcionam em conjunto ou individualmente, coordenadas por um sistema inteligente. A troca de motor é automática. No Prius, o motorista tem a opção de controlar ou não esse sistema, escolhendo qual o melhor modo no momento (Eco Mode, EV Mode e Power Mode). Veja no vídeo abaixo como funciona o sistema de recarga de bateria do motor elétrico do Prius:

Gasolina na veia, eletricidade no coração, tecnologia híbrida na alma. Este é o Toyota Prius, a escolha inteligente de quem opta por economia sem abrir mão de desempenho. E de quebra, ainda contribui para o futuro do planeta!

Posted by Toyota do Brasil on Terça, 28 de julho de 2015

Um outro ponto muito importante é que carros elétricos/híbridos estão cada dia mais silenciosos. Percebemos na direção urbana ou mesmo na estrada, o Prius se mostrou perigosamente silencioso. Não atoa, pesquisadores já estão realizando pesquisas para desenvolverem “buzinas direcionais” para pedestres que possam estar em rota de perigo com um carro elétrico.

A Toyota vende hoje o Prius com um preço bem salgado no Brasil, nada menos que R$ 114 mil. O carro vem com garantia de 3 anos e uma vida útil da bateria de pelo menos 8 anos (podendo chegar a 10). Uma pena que o sonho de se ter cada dia mais carros híbridos disponíveis no mercado está bem distante, pelo menos por aqui.

Em uma recente pesquisa do banco Goldman Sachs, revelou que a previsão é que daqui 10 anos, os veículos elétricos ou híbridos respondam por 1 em cada 4 carros vendidos, o que ainda deixaria os veículos convencionais com uma parcela de mercado de 75%.

 

Honda exibe nova linha 2016 no Rio; confira vídeo

Fui convidado pelo pessoal da Honda para passar uma tarde com os novos modelos 2016 da companhia. Pude dar uma volta rápida nos principais carros da montadora em um evento que aconteceu no Rio, nesta segunda-feira (24/08).

Honda 2016

Depois de um almoço e uma pequena apresentação das novidades, os jornalistas e blogueiros convidados puderam passear num modo “fast test drive” com todos os novos modelos da Honda.

No vídeo abaixo, mostro um pouco dos veículos Civic Si, CR-V e HR-V. Em breve, farei um teste completo com um desses modelos do vídeo (suspense). Confira aqui também algumas fotos que tirei no evento.


 

Confira a tabela de preços atualizada:

  • FIT DX MANUAL R$ 51.600,00
  • FIT DX CVT R$ 56.600,00
  • FIT LX MANUAL R$ 55.900,00
  • FIT LX CVT R$ 60.800,00
  • FIT EX CVT R$ 65.900,00
  • FIT EXL CVT R$ 68.900,00
  • CITY DX MANUAL R$ 53.900,00
  • CITY LX CVT R$ 63.400,00
  • CITY EX CVT R$ 67.700,00
  • CITY EXL CVT R$ 70.900,00
  • CIVIC LXS MANUAL R$ 71.900,00
  • CIVIC LXS AUTOMÁTICA R$ 74.900,00
  • CIVIC LXR AUTOMÁTICA R$ 79.400,00
  • CIVIC EXR AUTOMÁTICA R$ 89.400,00
  • HR-V LX MANUAL R$ 71.900,00
  • HR-V LX CVT R$ 77.400,00
  • HR-V EX CVT R$ 82.400,00
  • HR-V EXL CVT R$ 90.700,00
  • CR-V EXL 4WD AUTOMÁTICA R$ 134.900,00
  • CIVIC SI MANUAL R$ 124.000,00

Agradeço mais uma vez ao convite da montadora!

Zenfone 2 chega com muita pompa e preços bons para briga

A Asus lançou ontem à noite (20/08), em São Paulo, a nova geração do Zenfone no Brasil. A companhia taiwanesa surpreendeu a todos com um evento gigante voltado para toda América Latina. Ao todo, foram apresentados cinco novos smartphones. Sem delongas, vamos aos seus preços e configurações!

Jpeg

 

Zenfone Selfie – a partir de R$ 1.299

ZenFone Selfie

  • Tela: IPS de 5,5 polegadas com proteção Gorilla Glass 4
  • Sistema operacional: Android 5.0
  • Resolução de tela: 1920×1080 pixels
  • Densidade de pixels: 403 ppi
  • CPU: octa-core de 64-bit com 1,5 GHz
  • RAM: 3 GB
  • Armazenamento: 32 GB (expansível com cartão micro SD)
  • Câmera frontal: 13 megapixels com abertura f/2.2
  • Câmera traseira: 13 megapixels com abertura f/2.0
  • Bateria: lítio-polímero de 3.000 mAh (não removível)
  • Cores: Branco Neve, Azul Tifani, Rosa Penélope, Prata, Vermelho e Dourado.

 

Zenfone 2 – a partir de R$ 1.299 (Review sai semana que vem aqui no BigSense)

kv-product

  • Tela: LED IPS de 5,5 polegadas com proteção Gorilla Glass 3
  • Sistema operacional: Android 5.0
  • Resolução de tela: 1920 x 1080 pixels
  • Densidade de pixels: 403 ppi
  • CPU: quad-core Intel Atom Z3580 de 2,3 GHz (64-bit)
  • GPU: PowerVR Series 6 G6430
  • RAM: 4 GB (há também versões com 2 GB)
  • Armazenamento: versões com 16 GB, 32 GB e 64 GB (expansível com cartão micro SD)
  • Câmera traseira: 13 megapixels com abertura f/2.0 e foco automático
  • Câmera frontal: 5 megapixels com abertura f/2.0 e foco automático
  • Bateria: lítio-polímero de 3.000 mAh (não removível)
  • Conectividade: WiFi 802.11 a/b/g/n/ac com WiFi Direct, NFC e Bluetooth 4.0
  • SIM-card: dual SIM
  • Peso: 170 gramas
  • Cores: prata, preta, vermelha e dourada

 

Zenfone Laser – a partir de R$ 899

zenfone-2-laser-ze500

  • Tela: IPS de 5,5 polegadas com proteção Gorilla Glass 4
  • Sistema operacional: Android 5.0
  • Resolução de tela: 1280 x 720 pixels
  • Densidade de pixels: 403 ppi
  • CPU: quad-core 64-bit de 1,4 GHz
  • RAM: 2 GB
  • Armazenamento: 16 GB (expansível com cartão micro SD)
  • SIM-card: dual SIM
  • Câmera frontal: 13 megapixels com abertura f/2.2
  • Câmera traseira: 13 megapixels com abertura f/2.0
  • Bateria: lítio-polímero de 3.000 mAh (removível)
  • Cores: preta, branca e vermelha

 

Zenfone 2 Deluxe – R$ 1.999

ZenFone 2 Deluxe

  • Tela: LED IPS de 5,5 polegadas com proteção Gorilla Glass 3
  • Sistema operacional: Android 5.0
  • Resolução de tela: 1920 x 1080 pixels
  • Densidade de pixels: 403 ppi
  • CPU: quad-core Intel Atom Z3580 de 2,3 GHz (64-bit)
  • RAM: 4 GB
  • Armazenamento: 128 GB (expansível com cartão micro SD de até 128 GB)
  • Câmera traseira: 13 megapixels com abertura f/2.0 e foco automático
  • Câmera frontal: 5 megapixels com abertura f/2.0 e foco automático
  • Bateria: lítio-polímero de 3.000 mAh com carregamento rápido (tecnologia BoostMaster)
  • Conectividade: WiFi 802.11 a/b/g/n/ac com WiFi Direct, NFC e Bluetooth 4.0
  • SIM-card: dual SIM
  • Peso: 170 gramas
  • Cores: roxa, branca

 

Zenfone Deluxe Special Edition – (preço e disponibilidade ainda nesse semestre)

20_zenfone_rog_chamada

  • Tela: LED IPS de 5,5 polegadas
  • Sistema operacional: Android 5.0 com interface ZenUI
  • Resolução de tela: 1920 x 1080 pixels (Full HD)
  • Densidade de pixels: 403 ppi
  • CPU: quad-core de 2,3 GHz (64-bit)
  • Memória: 4 GB de RAM
  • Armazenamento: 256 GB (o primeiro e talvez único do mundo)
  • Câmera traseira: 13 megapixels com abertura f/2.0 e foco automático
  • Câmera frontal: 5 megapixels com abertura f/2.0 e foco automático
  • Bateria: 3.000 mAh (não removível)

A Asus trouxe ainda uma cacetada de acessórios para toda família da segunda geração do Zenfone (foto com preços abaixo):

Jpeg

 

 

Smartphones Preço sugerido Disponibilidade
ASUS Zenfone 2 (4GB RAM/32GB) R$ 1.499,00 imediata
ASUS Zenfone 2 (4GB RAM/16GB) R$ 1299,00 imediata
ASUS Zenfone 2 Deluxe (4GB RAM/128GB) R$ 1.999,00 imediata
ASUS Zenfone 2 Laser (2GB RAM/16GB) R$ 899,00 Setembro
ASUS Zenfone 2 Deluxe Special Edition (4GB RAM/256GB) Não anunciado Setembro

 

Acessórios Preço sugerido
ASUS Zenflash R$ 99,00
ASUS Lolliflash R$ 49,99
ASUS ZenPower R$ 98,00
ASUS View Flip Cover R$ 79,00
ASUS ZenEar R$ 24,99

 

Vídeo: primeiras impressões Zenfone2

A segunda geração do Zenfone da Asus chega ao Brasil no próximo dia 20, em São Paulo. O Zenfone 2 é o primeiro smartphone com 4 GB de RAM que desembarca em terras tupiniquins. O aparelho conta também com uma tela de 5.5″ LED backlit IPS, com resolução de 1920 x 1080 pixels e um processador de 64-bits, o Intel Atom Z3580 com 2.3 Ghz. Confira as primeiras impressões sobre o aparelho em um rápido vídeo, o review completo só sai depois do lançamento, devido ao embargo.

 

 

Teste: nova Toyota Hilux Flex 2015

 

Hilux 2015 - BigSense

Mais um teste de carros aqui no blog, e desta vez com uma picape, a nova Hilux 2015 Flex da Toyota. Dirigimos o modelo top de linha, a SRV, sendo a nova edição da família, a Hilux com motor 2.7 Flex e 163 cv, transmissão de quatro velocidades, tração traseira 4×2 e com cambio automático. Ficamos com ela por quase um mês rodando por todo estado do Rio, fomos à Maricá, região dos lagos, Petrópolis, Miguel Pereira, e é claro, passeamos também pela cidade maravilhosa, visitamos a Pedra da Gávea, Urca e a orla carioca com a famosa “Prainha”. Ao todo, foram quase 3.000 mil quilômetros sentindo a direção por estradas de terras, com buracos, asfalto lisos e até mesmo nos arriscamos entrando na areia fofa na região dos lagos (conto este último caso mais a frente).

A picape Hilux conta com mais de 12 anos de história e está atualmente em sua 7ª geração. A linha conta hoje com 14 versões para atender os consumidores de picapes médias. A versão que foi testada chegou em novembro ao Brasil, com valores abaixo dos R$ 100 mil, mas hoje a SRV 4×2 custa R$ 114.550 e a 4×4 sai na faixa dos R$ 124 mil.

Galeria completa de Fotos no álbum do Flickr

A caminhonete é enorme e sofremos para estacioná-la em alguns dos passeios. A câmera de ré que acompanha está versão ajuda bastante nas horas mais difíceis. A imagem se mostrou bastante nítida, mesmo à noite. Quando a manopla automática é colocada na posição [R], a câmera é automaticamente acionada na tela da central multimídia no painel.

O carro tem uma direção muito macia e confortável, o volante ganhou um modelo menor que se assemelha com a versão do Corolla, com ajuste de altura, acesso a central multimídia e atendimento de ligações. A cabine da picape também se mostrou com uma acústica muito agradável, no dia a dia ou em viagens o barulho do motor em nenhum momento se mostrou muito alto, apenas quando se precisou pisar muito fundo para uma ultrapassagem.

A segurança da picape traz um conjunto bem completo que só é encontrado em veículos de luxo de passeio: air-bag frontal duplo, controle eletrônico de estabilidade (VSC), de tração (TRC), freios ABS e sistemas EBD e BAS. A Hilux conta ainda com garantia de fábrica de 3 anos.

A transmissão automática de 4 velocidades foi um dos grandes pontos positivos do carro. O câmbio é bem rápido e a mudança de marchas não é sentida, o aumento de velocidade é bem suave e não foi sentido nenhum “tranco” em todo tempo de testes. Para a reaceleração a pisada mais forte ganha uma reposta bem rápida com a redução de até duas marchas abaixo.

A picape também se mostrou bem confortável no quesito suspensão, mesmo bem mais dura que o normal,  o resultado entregue é o se que propõem para este tipo de caminhonete, preparada para estradas com relevo irregulares e áreas rurais (a diminuição da calibragem para 28 libras com a carga mínima, se mostrou mais agradável em viagens, mas a prática pode aumentar o consumo de combustível, a companhia recomenda 29 libras como padrão). O freio ABS com disco no eixo dianteiro teve um ótimo desempenho, principalmente no teste que fizemos com a caçamba cheia descendo a serra de Miguel Pereira.

A autonomia desta versão Flex se mostrou bem ajustada, na cidade, cravou em média 7,2 km/l e na estrada fez 9,3 km/l, ambos com gasolina (não conseguimos medir o consumo com etanol).

O ar-condicionado é digital e se mostrou bem potente, mesmo estando sem insulfilme no modelo testado. O espaço interno também favorece para quem viaja no banco de trás, mesmo com o banco do motorista estando na posição máxima para este piloto de 1.89 m, uma pessoa consegue se acomodar muito bem atrás.

O sistema multimídia tem uma tela de 6,1 polegadas com touch bem sensível, que traz GPS, câmera de ré, DVD e TV digital. A entrada USB reconheceu diversos pendrives e tocou músicas em formato mp3 e wma sem travamentos. O pareamento com um smartphone Android por Bluetooth também se mostrou muito útil e com uma configuração bem simples. O painel abriga ainda um computador de bordo mais completo, com consumo médio, autonomia, velocidade média, tempo de condução, indicador de direção econômica e temperatura externa.

IMG_20150629_093949

O GPS não foi testado por completo, mas se mostrou bem atualizado e funcionou sem engasgos nas poucas vezes que foi preciso. Já o sistema de TV digital foi bem difícil de ser testado, já que todos os modelos integrados no sistema multimídia da companhia vem com uma trava de segurança que não permite a utilização quando se está dirigindo, mesmo em baixa velocidade. Até mesmo estando parado em um sinal ou no meio do trânsito, a TV não poderá ser acionada, já que o freio de mão precisa estar puxado.

Agora vamos ao “caso” que eu havia comentado lá no início do post sobre ter entrado com a Hilux em um pequeno trecho de areia fofa. Fica aqui uma superdica: nunca entre em uma estrada de areia fofa com um carro 4×2 e com os pneus cheios, você sempre irá atolar. Em uma emergência desse tipo, esvazie bastante os pneus aonde há a tração, neste caso, no eixo traseiro. Tivemos que esvaziar bastante os pneus para que os mesmos criassem uma maior aderência ao chão e assim conseguisse sair do buraco de areia sozinha. Mesmo com modelos que sejam 4×4 é recomendado que se esvazie um pouco os pneus.

Post 1 de 8512345...102030...Último »