Apple x Nokia x Samsung

applexnokiaxsamsung

As duas maiores fabricantes de celulares do mundo, Nokia e Samsung Electronics, anunciaram na terça-feira seu maiores recentes rivais para o iPhone, enquanto a Apple tornou-se o maior gerador de lucros na indústria de celulares.

Apple Inc ultrapassou a Nokia no 3º trimestre desse ano, tornando-se a fabricante de celulares a gerar o maior lucro operacional total do setor, disse a empresa de pesquisa Strategy Analytics.

A Nokia informou na terça-feira que iniciou as entregas do seu último lançamento “high-end”, o Nokia N900, enquanto a Samsung Electronics Co Ltd anunciou que iria lançar a sua plataforma aberta, chamada Bada em Dezembro, ela tenta compensar um início tardio no mercado de smartphones.

Nokia e Samsung vendem juntas cerca de 60% de todos os telefones celulares no mundo, mas eles têm perdido algum terreno para a Apple e Research In Motion, fabricante do Blackberry.

O modelo N900 é o primeiro telefone da Nokia quem vem rodando o sistema operacional Linux, Maemo, que os analistas vêem como fundamental para a Nokia para recuperar terreno nos próximos anos.

“A plataforma Maemo, que da poderes ao novo N900, da Nokia, reflete a necessidade de substituir o legado das suas plataformas de software com algo mais potente para competir com Apple e outros”, disse Ben Wood, diretor de pesquisa da British consultoria CCS Insight.

“O anúncio da Samsung, o Bada, mostra que também identificou a mesma exigência. A grande questão é, será que o mundo do telefonia móvel precisa ainda de outro sistema operacional?”

Embora a Nokia tenha perdido terreno no negócio de smartphones, ela ainda é a maior fabricante mundial de smartphones em volume.Volumes da Samsung estão ainda muito atrás dos da Apple, RIM e HTC Corp.

Mas, medido pelo lucro, a Nokia perdeu no terceiro trimestre, contra a Apple, que entrou no mercado de celulares apenas em meados de 2007.

A Apple não revela os lucros, mas a Strategy Analytics estima lucro operacional da Apple para os iPhones tenha ficado em US $ 1,6 bilhão no terceiro trimestre, em comparação com o US $ 1,1 bilhão da Nokia.

A Apple vendeu 7,4 milhões de iPhones durante o trimestre julho-setembro, gerando vendas de US $ 4,5 bilhões. A Nokia vendeu 108,5 milhões de um total de celulares no trimestre, gerando um faturamento de U$ 10,36 bilhões, mas os seus lucros foram atingidos pela desaceleração econômica.

PREOCUPAÇÕES SOBRE BOOM DOS SMARTPHONES

Nos últimos três meses do ano, as vendas globais de celulares irão superar uma perda de quatro trimestres, porque o setor é impulsionado pela recuperação econômica, conforme mostrou pesquisa de analistas da Reuters, divulgada nesta terça-feira.

Vendas devem crescer 3% no quarto trimestre com o período de Natal, que traz um brilhante final de ano, no qual as vendas estão em baixa de 6,9%, mostrou a pesquisa de 31 bancos, corretoras e empresas.

Enquanto a indústria de celulares mais tem lutado, as vendas de smartphones têm crescido e analistas previram que o mercado de smartphones vai crescer de 20% no ano passado para 30% este ano.

Mas há sinais de que o aumento da concorrência está começando a colocar pressão sobre as margens, colocando assim, algumas empresas na defensiva.

Esta semana, a marca nº 4 do mundo de smartphone, HTC, disse que espera receita do quarto trimestre para queda de quase 15% em relação ao mesmo período do ano anterior.

Strategy Analytics, disse que o crescimento no mercado de smartphones caiu para apenas 5% no terceiro trimestre e 17% no segundo trimestre.

“No lado do fornecedor, uma programação fraca da Nokia, gigante da indústria, tem ajudado a manter um teto para o crescimento”, disse Neil Mawston da Strategy Analytics.

“Do lado da procura, os consumidores têm comprado grandes volumes de modelos tops “high-end”, modelos com recursos “touchscreen” da Samsung e LG e muitos consumidores parecem felizes, mesmo os modelos não tendo lojas de aplicativos”, acrescentou Neil Mawston.

Fonte: REUTERS

*tradução, edição e imagem: Rodrigo Bastos