Twitter anuncia sua nova plataforma: @Anywhere

Durante uma recente entrevista para o SXSW, Evan Williams do Twitter anunciou a nova plataforma do serviço. A entrevista não foi muito animada, grande parte da platéia foi embora antes que acabasse, independente disso, a nova plataforma, chamada de @anywhere terá grandes conseqüências para o Twitter e seu ecossistema. Esta nova plataforma permitirá uma integração mais profunda do Twitter nos sites dos publishers e irá criar novas maneiras de interação com o serviço sem necessáriamente levar os usuários ao Twitter.com.

A nova plataforma permitirá aos usuários a identificação de outros usuários no Twitter assim como a possibilidade de segui-los em sites de terceiros. Alguns sites em breve irão usar esse novo serviço: Amazon, Yahoo, Digg, Bing e New York Times; já estão na lista dos primeiros parceiros. De acordo com Evan, os publishers terão certeza de que seu público saberá quem eles são no Twitter, e os usuários poderão seguir o perfil do site ou de um colunista sem ter que sair do site. Isso fará com que os publishers encontrem mais seguidores, e permitirá que mais usuários entrem para o Twitter. Segundo Williams, o Twitter está lançando este serviço para diminuir a barreira do serviço com novos usuários em potencial. Com a queda do crescimento do serviço nos últimos meses, a empresa tem toda razão em tentar trazer o serviço para usuários mais “mainstream”.

Muitos especialistas esperavam que o Twitter anunciasse sua plataforma de anúncios ou falasse sobre como a empresa planeja monetizar o serviço (além de suas parcerias com empresas de busca como a Google e a Microsoft), porém o Twitter não divulgou nada a respeito disso durante a entrevista. Quando perguntado sobre os planos da empresa, Williams disse que o Twitter está mais interessado em criar uma plataforma sustentável que lançar uma plataforma de anúncios por agora. Fica no ar uma dúvida: Será que o Twitter pretende cobrar por estes serviços? Será que o @anywhere estará disponível para publishers menores?

Fonte: ReadWriteWeb