1º Prêmio Mobilefest de Apps.

Festival Mobilefest apresenta 1º Prêmio Mobilefest de Aplicativos para Celular

Com o patrocínio da Claro, os primeiros colocados terão um contrato de seis meses com a operadora, patrocinadora do evento. O grande vencedor poderá viajar ao Canadá para o Mobilefest Mobile ICT/Digital Media R&D Exchange


Mobilefest 2010 – Festival Internacional de Criatividade Móvel, maior evento latinoamericano de soluções em mobilidade – inicia as inscrições para o I Prêmio Mobilefest de Aplicativos para Celular. Serão reconhecidos os desenvolvedores de aplicativos para telefones móveis das principais plataformas, como Android, Windows Mobile, Symbian, J2ME, iPhone, Blackberry e Flash.  As áreas temáticas respondem à pergunta “Como a tecnologia móvel pode contribuir para cultura, arte, ecologia, educação, saúde, terceiro setor, democracia, comércio e paz?”. A premiação será em setembro no evento em São Paulo, no Museu da Imagem e do Som (MIS).

A organização aceitará inscrições de 1 a 30 de agosto, gratuitamente, por meio de cadastro no site www.premiomobilefest.com.br. Este ano, serão quatro categorias de abordagem aos temas propostos, representadas por letras do alfabeto: (a) cultura, arte, entretenimento e redes sociais; (b) meio ambiente, ecologia e sustentabilidade; (c) educação, saúde e esportes; e (d) terceiro setor, democracia, cidadania, paz e serviços públicos. São dois tipos de inscrição, destinadas a pessoas física e jurídica. As inscrições são gratuitas

A Claro oferecerá aos ganhadores do prêmio um contrato de seis meses de exclusividade para comercializar seus aplicativos por meio do Portal Claro Ideias. Além disso, o grande vencedor será escolhido pelo júri para viajar ao Canadá com todas as despesas pagas e participará do programa de intercâmbio Mobilefest Mobile ICT/Digital Media R&D Exchange, de desenvolvimento de aplicativos móveis, no Mobile Experience Innovation Centre do Ontario College of Art & Design (OCAD). Serão quatro dias de laboratórios e workshops com pesquisadores e empresários canadenses. O intercambio e resultado de uma parceria de inovação tecnológica entre o Festival Mobilefest, MEIC ( Móbile Experience Inovattion Center ) e o Governo do Canadá.Os profissionais ainda receberão uma Menção Honrosa e poderão exibir seus projetos na Mostra Expositiva Internacional do Festival.

“Com esta iniciativa, queremos incentivar e dar oportunidades aos jovens empreendedores, além de fortalecer parcerias e ampliar ainda mais este mercado de desenvolvedores de aplicativos”, destaca Fiamma Zarife, diretora de Serviços de Valor Agregado e Roaming da Claro.

Por meio do Instituto Claro, a operadora patrocina há dois anos o Mobilefest e, agora, está apoiando também esta premiação. A ideia é explorar o potencial das novas tecnologias que gerem experiências interessantes e diferenciadas de aprendizagem e expressão. É importante fomentar este tipo de debate e essa ação complementa os trabalhos desenvolvidos pelo Instituto Claro.

O objetivo do prêmio é dar espaço aos desenvolvedores e incentivar o crescimento do segmento, uma vez que a receita gerada por aplicativos no mercado móvel deverá aumentar de US$ 1,94 bilhão, movimentado em 2009, para US$ 15,65 bilhões em 2013, crescimento superior a 800%, de acordo com pesquisa da alemã research2guidance.

O corpo de jurados será composto de especialistas em mobilidade, educação e inclusão digital de todo o País. Entre eles, Fiamma Zarife, diretora de Serviços de Valor Agregado da Claro, Breno Masi, diretor de marketing e produtos da Fingertips; Guilherme Tsubota, consultor de tecnologias móveis da 8D; Leonardo Xavier, diretor-geral da Ponto Mobi; Lucas Longo, diretor do Instituto de Artes Interativas (iAi); Marcelo Castelo, sócio da Fbiz; Marcos Cuzziol, gerente do Itaulab do Itaú Cultural; Eliane Coimbra, diretora da Foster Comunicação; Gilberto Dimenstein, coordenador do site Catraca Livre; Franco Lazulli, do Centro Incubador de Empresas Tecnológicas da Universidade de São Paulo (CIETEC – USP); Alberto Magno, presidente e fundador da ASTV e CIO da M1ND Labs; Emiliano de Castro, vice-presidente de Relações Institucionais da Associação Brasileira de Desenvolvedores de Jogos (Abragames) e Marcelo Pereira, coordenador do Curso de Pós-Graduação em Webdesign da PUC-Rio.

Os critérios de seleção serão o grau de profissionalismo do aplicativo, originalidade, nível de desenvolvimento e usabilidade. O projeto deve estar em estágio avançado, pois será visualizado pelo júri em um vídeo de até cinco minutos, rodando em um celular, compreensão pela cultura e condições dos usuários finais, além de solução para um problema claramente definido, com foco nas áreas temáticas propostas. “O Festival inclui as principais plataformas do mercado, visando estimular o desenvolvimento de aplicativos para toda a base de usuários de telefonia móvel no país”, afirma Marcelo Godoy, diretor-executivo e comercial do Mobilefest.

O I Prêmio Mobilefest de Aplicativos para Celular é patrocinado pela Claro e conta ainda com apoio de diversas entidades ligadas ao fomento à produção de tecnologia móvel e desenvolvimento de softwares. Entre elas, estão o Centro Incubador de Empresas Tecnológicas da Universidade de São Paulo (CIETEC – USP), MTV, Mobile Entertainment Forum (MEF), PUC-Rio, Teleco, Internet Advertising Bureau (IAB), Mobile Experience Innovation Centre (MEIC), Consulado do Canadá, OCAD, Mobile Monday Rio e São Paulo, Abragames, Softex e Altex.