Review: Asus Transformer

Asus Eee Pad Transformer, o primeiro híbrido (meio tablet e meio netbook) “verdadeiro” a chegar ao mercado nacional. Digo verdadeiro, me referindo a tentativa frustada da Motorola no conjunto “Atrix + Lapdock”. Nesse caso da Motorola o sistema dentro do smartphone não dava conta do “tranco” quando o aparelho era acoplado ao dock.

O Transformer traz uma configuração de gente grande, além do processador de dois núcleos a plataforma gráfica NVIDIA Tegra 2 dá um turbo na hora dos games, da navegação em flash, na transferência de arquivos, não deixando o aparelho travar em nenhum momento dos testes. A tecnologia IPS na tela de 10.1″ aumenta o ângulo de visão consideravelmente na utilização do tablet e ainda traz a tecnologia Gorilla Glass (vídeo do teste dos arranhões, pra quem tem sangue frio!) faz com que os aranhões na tela não existam. Clique na imagem para abrir a configuração em tamanho maior:

Além da ótima tela, o conjunto tablet + dock (vendido separadamente), oferece uma nova experiência pro usuário, acostumado com teclados virtuais. Com teclas específicas para o sistema Android, a navegação e as horas de escritas não são sentidas com o tablet acoplado ao Eee Station, além de ganhar 2 portas USB o dock ainda traz mais 5 horas de bateria extra para o tablet continuar funcionando em modo acoplado. Ao todo são 14* horas de bateria, 9 horas no tablet e 5 horas no dock. Nos testes o total mesmo só chegou as reais 12 horas de autonomia.

Gostei… 

  • Gorilla Glass + IPS na tela de 10.1″;
  • Acabamento impecável;
  • Preço do tablet R$ 1.599,00 sem o dock;
  • Pacotes de aplicativos especiais da ASUS – MyCloud e Mynet;
  • 16GB de memória com expansão de mais 32gb com microSD no tablet;
  • Muito bom sinal do GPS;
  • já saiu atualização para o Android 3.2!, o firmware foi atualizado em meio aos testes;

 

Não Gostei…
  • Retificando! O tablet não carrega via USB* (o leitor Fábio, deixou nos comentários uma informação que eu realmente não havia testado o aparelho carrega SIM via USB em modo de espera ou com o aparelho desligado.) e a falta da entrada USB no tablet, somente o dock traz duas entradas usb;
  • A falta da conexão via 3G;
  • A câmera de 5MP ficou devendo na qualidade das fotos: Foto 1Foto 2Foto 3;
  • O peso do tablet mais o dock;

 

Segue aqui um comparativo com os principais concorrentes:

 

Mais fotos no Álbum do Flickr e vídeo capturado pela própria câmera do Asus Transformer:

Acessibilidade Web: Evolução e Tendências

 

No dia 15 de setembro será realizado um ciclo de palestras sobre acessibilidade web no Rio de Janeiro. O evento é uma iniciativa da Digital Acesso e o objetivo é discutir o que mudou após os quatro anos do lançamento do vídeo “Acessibilidade Web: Custo ou Benefício?”.

O vídeo foi produzido pelos consultores Horácio Soares, Lêda Spelta e MAQ (Marco Antonio de Queiroz) para explicar o que é acessibilidade e mostrar as barreiras que os usuários enfrentam para acessar diversos sites.O evento vai contar também com palestras sobre importantes temas da acessibilidade web, como o gerenciamento de conteúdo acessível, com o estudo de case do site Bengala Legal, administrado pelo consultor em acessibilidade Marco Antônio de Queiroz, o MAQ. Além disso, serão discutidas barreiras de acesso e as boas práticas para criação de documentos acessíveis (PDF, DOC, XLS e PPT) e a quebra dos paradigmas de que um site acessível atende somente cegos e não pode ser atraente.

HTML5, W3C WAI/ARIA e acessibilidade:

As novas tecnologias web também farão parte do debate. Reinaldo Ferraz, especialista em Desenvolvimento do W3C Escritório Brasil, vai explicar como elas já começam a mudar a maneira com que todos, inclusive as pessoas com deficiências, utilizam a internet.As inscrições podem ser feitas no site do evento.

O que mudou na acessibilidade Web após os quatro anos do vídeo:“Acessibilidade Web: Custo ou Benefício”?

  • Novas diretrizes de acessibilidade;
  • Quebrando mitos;
  • Como tornar documentos (PDF, DOC, XLS, PPT) acessíveis;
  • Gerenciamento de conteúdo acessível;
  • HTML 5, W3C, WAI/ARIA e Acessibilidade;

 

Data: 15 de setembro às 19h.
Local: Auditório do Infnet. Rua São José, 90 – 2o andar. Centro, Rio de Janeiro.
Inscrições: www.digitalacesso.com/eventoacessibilidade
Mais informações: contato@digitalacesso.com.br ou (21) 3296-8104.

Top 15! Android Apps – categoria Games

Mais uma vez com atrasos devido aos produtos que recebo para review com data de devolução marcada, me deixaram sem tempo para finalização desse post aqui. Além da falta de tempo, faltou braço para se testar tudo e filtrar quais jogos entrariam nessa lista vip de apenas 15 games. Sem delongas, vamos ao apanhado mais aguardado da série dos “TOP15! Android Apps” - Games para Android: Vale lembrar que o Angry Birds não entra mais nessa lista, por já ter ganho todos os óscares da internet!

Business

Música e Áudio

Redes Sociais

Foto e Vídeo

Games

Geo-localização e Fitness

Customização

  • Games
X-Men [fotos 1 e 2 - vídeo] Um game arcade de 1992 para começar nossa lista, X-men não poderia ficar de fora, desenvolvido pela Konami, traz personagens tradicionais: Ciclope, Colossus, Wolverine, Tempestade, Noturno, ou Dazzler com clássicas batalhas dos  super vilões, como Pyro, The Blob, Wendigo, Nimrod, A Rainha Branca, Juggernaut, Mystique e o Magneto! A opção multiplayer com até 4 amigos jogando via Wi-Fi é um belo plus. [v.2.1 ou superior - $Pago! R$ 1,59];
Capitão América [fotos 1 e 2 - vídeo] Falando em super-heróis, para aproveitar o lançamento do filme, a Marvel lançou o game para a plataforma Android também. Um game completo com mais de 24 missões com e com uma bela jogabilidade adaptada para as telas dos smartphones ou tablets. [v.2.1 ou superior - $Pago! R$ 1,59];
Air Attack [fotos 1 e 2 - vídeo] Um outro arcade, esse pra quem gastou muita ficha no flíper (to no time), matando a saudade dos games de avião estilo 1942, 1943, saudosismo puro. Com uma ótima jogabilidade, sem travamentos, uma alta qualidade de som, 3 missões. Essa versão é gratuita, mas existem outras duas mais completas que são pagas (Air Attack HD e Air Attack HD part 2), recomendo baixar essa gratuita e se curtir, comprar as outras depois. [v.2.0 ou superior - $$ Free - outros dois que vale o confere para relembrar os bons games da infância. Ambos também $$ Free, entram aqui como um PLUS! O Pinball e  Air Hockey, viciantes também, cuidado! *rs];
Racing Moto [fotos 1 e 2 - vídeo] Esse já não é um arcade, mas com certeza lembra o estilo do enduro da época do Atari. Um jogo simples, mas bem viciante e com bons gráficos. Usa o acelerômetro do aparelho para dirigir a moto, quanto mais rápido você acelera, mais “turbos” você fatura para pisar ainda mais forte. [v.1.6 ou superior - $$ Free];
GT Racing: Motor Academy [fotos 1 e 2 - vídeo] Falando em corrida, esse é um dos melhores de corrida de carros, com diversos veículos, marcas, customizações, com belos gráficos e som ambiente. Você vai liberando melhorias em seu carro com as vitórias conquistadas. Com modo carreira em diversos tipos de pistas, podendo ser jogado também em modo multiplayer com até 6 jogadores simultâneos. [v.2.0 ou superior - $$ Free];
Reckless Racing Lite [fotos 1 e 2 - vídeo] Pra quem ainda não tem um Android rodando as versões mais recentes que suportam o game de corrida acima, trago esse outro game de corrida muito bom também. Apesar de não ter o gráfico como seu ponto positivo, a diversão misturada com a adrenalina naquela hora que não passa nunca estão garantidos. [v.1.5 ou superior - $$ Free];
Farm Story [fotos 1 e 2 - vídeo] Sim, você não leu errado! É o “ctrl C + ctrl V” do FarmVille para Android. Para os que não conseguem ficar um minuto sem colher frutas, alimentar os animais, capinar a terra. Tem viciado pra tudo, acreditem! *rs [v.2.1 ou superior - $$ Free];
Tank Hero [fotos 1 e 2 - vídeo] Um dos mais legais na minha opinião. Tenho jogado mais o Air Attack e o Tank Hero e o Cut the Rope ultimamente, com pensamentos rápidos e sempre utilizando os “tiros por tabela”. Quanto mais avançado, mais inimigos entram na luta contra seu tanque. [v.2.1 ou superior - $$ Free];
Cut the Rope [fotos 1 e 2 - vídeo] Para deixar o seu monstrinho faminto cada vez mais calmo e satisfeito, sua astúcia e seus movimentos rápidos e precisos vão te ajudar bastante. Mais de 7 mil comentários positivos no android market e a posição de número #1 nos games mais baixados para iPhone, são alguns dos pontos positivos para mostrar que o futuro dentro do Android também é promissor. [v.1.6 ou superior - $Pago! R$ 1,63];
PES 2011 [fotos 1 e 2 - vídeo] O futebol não poderia ficar de fora, enquanto as nova versão não chega para console e PC, vai brincando com o game de melhor jogabilidade no quesito “chute na bola” dentro do Android. Com o melhor gráfico e engine para o mobile. [v.1.6 ou superior - $Pago! R$ 4,81];
Air Control [fotos 1 e 2 - vídeo] Se você gosta de aviação e quer se tornar um controlador de tráfego aéreo, já vai treinando nesse game! Quanto maior o seu level, mais aviões sobrevoando o seu espaço aéreo vão pintar, pense rápido para que não haja nenhuma colisão no ar ou no taxiamento das aeronaves em solo. Um game simples mais também muito divertido. [v.1.6 ou superior - $$ Free];
Zynga Poker [fotos 1 e 2 - vídeo] Poker online (leia-se, só joga via 2G/3G, 4G ou Wi-Fi), podendo jogar com a sua conta e fichas sincronizadas ao mesmo tempo com o game no Facebook e mais recente também no Google Plus. Isso mesmo, o Zynga Poker é o mesmo game nas 3 plataformas, você pode jogar com aquele seu amigo que está via Face, um amigo que esteja em outro Android e o outro pelo Plus do google. Para instalar o app, você precisa primeiramente criar uma do game no Facebook. [v.2.0 ou superior - $$ Free];
Order & Chaos Online [fotos 1 e 2 - vídeo] Esse é pra quem não vive sem um MMORPG, isso mesmo, já existem MMO online para mobile e com belos gráficos, você precisa de uma conta da Gameloft Live! e conexão Wi-Fi. [v.2.2 ou superior - $Pago! R$ 11,25];
Gun Bros [fotos 1 e 2 - vídeo] O famoso game de tiro dos irmãos em terceira pessoa, com belos gráficos e diversas fases, com customização dos personagens, armamentos mais pesados ao passar dos levels e novas armaduras. Uma recente atualização trouxe granadas para as armas, novos fases em modo “Bro-Op challenges” e a possibilidade de se jogar contra on-line. [v.2.0 ou superior - $$ Free - A desenvolvedora Glu Mobile gostou tanto desse tipo de game com 2 personagens na tela, que recentemente lançou novos games com o mesmo conceito: Ambos gratuitos! $$ Free Star Blitz e o Eternity Warriors];
Contract Killer [fotos 1 e 2 - vídeo] Você é um serial killer contratado para eliminar alvos em diversos ambientes, com o passar do tempo, dependendo do seu nível de maestria com os “trabalhos”, você vai ganhando novas armas e mais missões. “One shot, one kill” se aplica muito bem aqui para não chamar atenção. [v.2.0 ou superior - $$ Free];

—–

E esse foi mais um capítulo da série “Top 15! Android Apps”, a série ainda tem mais dois capítulos por vir. Mas fiquem ligados no próximo post Review do Blog – O recém lançado Sony Ericsson – Xperia Play, confira o vídeo preview que fiz no lançamento fechado a imprensa em São Paulo.

Blade – O Notebook Gamer da Razer

Para bater de frente com a concorrência, a marca Razer, famosa entre acessórios para gamers, resolveu entrar na briga do hardware em si. Vem aí o Razer Blade!

Configuração parruda:

  • 2.8GHz Intel® Core™ i7 2640M Processor;
  • 8GB 1333MHz DDR3 Memory;
  • 17.3″ LED Backlit Display (1920×1080);
  • NVIDIA GeForce® GT 555M with NVIDIA® Optimus™ Technology  with 2GB Dedicated GDDR5;
  • Built-in HD Webcam;
  • Integrated 60Wh Battery;
  • 320GB 7200rpm SATA HDD;
  • Wireless Network 802.11 b/g/n Compatible;
  • 16.81″ (Width) x 10.9″ (Depth) x 0.88″ (Height); 6.97lbs (Weight);

A má notícia? Ele ainda não está nem disponível lá fora, que dirá por aqui. E o preço do brinquedinho? US$2.799,99 uia!!!

Números dos usuários de Tablets e eReaders

A nielsen divulgou ontem novos gráficos com números demográficos dos usuários de Tablets e eReaders,

  • Em 2010, 62% dos donos de tablets eram usuários com menos de 34 anos e somente 10% eram maiores de 55 anos;
  • Em 2011, são apenas 46% abaixo dos 34 anos e agora 19% são usuários com mais de 55 anos;

Os números da adoção dos eReaders pelas mulheres são significativos, dos 46% do público feminio em 2010, para os atuais 61%, podemos dizer que os eReaders são afeminados? *rs

[via Nielsen]

Post 1 de 612345...Último »