Review: Asus Transformer

Asus Eee Pad Transformer, o primeiro híbrido (meio tablet e meio netbook) “verdadeiro” a chegar ao mercado nacional. Digo verdadeiro, me referindo a tentativa frustada da Motorola no conjunto “Atrix + Lapdock”. Nesse caso da Motorola o sistema dentro do smartphone não dava conta do “tranco” quando o aparelho era acoplado ao dock.

O Transformer traz uma configuração de gente grande, além do processador de dois núcleos a plataforma gráfica NVIDIA Tegra 2 dá um turbo na hora dos games, da navegação em flash, na transferência de arquivos, não deixando o aparelho travar em nenhum momento dos testes. A tecnologia IPS na tela de 10.1″ aumenta o ângulo de visão consideravelmente na utilização do tablet e ainda traz a tecnologia Gorilla Glass (vídeo do teste dos arranhões, pra quem tem sangue frio!) faz com que os aranhões na tela não existam. Clique na imagem para abrir a configuração em tamanho maior:

Além da ótima tela, o conjunto tablet + dock (vendido separadamente), oferece uma nova experiência pro usuário, acostumado com teclados virtuais. Com teclas específicas para o sistema Android, a navegação e as horas de escritas não são sentidas com o tablet acoplado ao Eee Station, além de ganhar 2 portas USB o dock ainda traz mais 5 horas de bateria extra para o tablet continuar funcionando em modo acoplado. Ao todo são 14* horas de bateria, 9 horas no tablet e 5 horas no dock. Nos testes o total mesmo só chegou as reais 12 horas de autonomia.

Gostei… 

  • Gorilla Glass + IPS na tela de 10.1″;
  • Acabamento impecável;
  • Preço do tablet R$ 1.599,00 sem o dock;
  • Pacotes de aplicativos especiais da ASUS – MyCloud e Mynet;
  • 16GB de memória com expansão de mais 32gb com microSD no tablet;
  • Muito bom sinal do GPS;
  • já saiu atualização para o Android 3.2!, o firmware foi atualizado em meio aos testes;

 

Não Gostei…
  • Retificando! O tablet não carrega via USB* (o leitor Fábio, deixou nos comentários uma informação que eu realmente não havia testado o aparelho carrega SIM via USB em modo de espera ou com o aparelho desligado.) e a falta da entrada USB no tablet, somente o dock traz duas entradas usb;
  • A falta da conexão via 3G;
  • A câmera de 5MP ficou devendo na qualidade das fotos: Foto 1Foto 2Foto 3;
  • O peso do tablet mais o dock;

 

Segue aqui um comparativo com os principais concorrentes:

 

Mais fotos no Álbum do Flickr e vídeo capturado pela própria câmera do Asus Transformer: