2º dia – IBM Forum 2011

O 2º dia do IBM Forum 2011, foi iniciado com uma breve abertura realizada por Fabio Pessoa, VP de vendas da IBM Brasil.

keynote speaker foi Jean Paul Jacob. Pesquisador emérito da IBM (está na empresa há 49 anos) e erradicado no Vale  do Silício, na Califórnia, apresentou sua palestra com muitos vídeos, humor e espiritualidade. 

Jacob apresentou a metodologia do cubo de cristal que com suas 06 faces compõem as perguntas mais importantes que as organizações e a humanidade devem fazer:

1) O que as pessoas querem? – Através de pesquisas e análise de informações em blogs, tweets, e opiniões, descobrir o que irá fazer a diferença no futuro para as pessoas.
2) Quais os grandes desafios da sociedade? – Antever cenários para vencer os desafios futuros, que no momento são bem presentes: educação, trânsito, energia, saúde.
3) Quais as tendências tecnológicas? – Itens como remédios inteligentes, chips que se comportam cada vez mais como cérebro humano e a capa da invisibilidade serão mais presentes.
4) Quando esse futuro será presente – Institutos sobre o Futuro tem surgido para auxiliar neste quesito, de  termos em mente quando as inovações acontecerão.
5) Leis e Regulamentos – ambos não acompanham as novas tecnologias, e tem que ser revistas. Como exemplo, citou nosso Código de Defesa do Consumidor, que é de 1990. Vinte anos depois, existem produtos e serviços que não se encaixam nele.
6) E qual a mágica por detrás de tudo isso? Simplicidade está por trás de tudo, pois são ideias simples que causam grandes efeitos, ou seja, dão resultados.

Jacob comentou ainda sobre o futuro da humanidade x máquinas. Com a metodologia do Machine Learning, a tendência é que computadores relacionem e aprendam com as informações que recebem, de forma a, por exemplo, nos auxiliar a obter diagnósticos mais precisos na área de medicina ou que sejam capacitados a ganhar “jogos de lógica” mais rápido – o Computador Watson da IBM é um exemplo disso. Portanto, organizações e humanidade, para sobreviverem futuramente, dependem da integração de estudos, tecnologia e inovação. 

Em seguida, o painel com os CIOS  foi moderado  por Rodrigo Kede, VP de serviços da IBM Brasil. Os CIOS presentes eram: Curt Zimmermann, da BR Foods, Jesus Garcia, da Multiplus, Max Aniz Thomaz, do Grupo Abril, Ney Santos, do Grupo Pão de Açúcar e Reginaldo Mobrizi, da Rossi Residencial.

O assunto discutido foi o papel estratégico dos CIOS e os desafios em fazer uso de ferramentas como Business Analytics, tecnologia a favor da transformação e viabilização de negócios, que integram todos os processos (dados, clientes, logística) e melhoram assim os serviços. E que os CIOs bem sucedidos serão aqueles alinhados com as estratégias da organização e consequentemente com os CEOs. O Estudo de CIOs realizado pela IBM em 2011 com 190 CIOs do Brasil, está disponível: www.ibm.com/br/services/bcs/studies/cio_2011.phtml

Com uma abordagem voltada principalmente para a área de TI, ferramentas que auxiliam os processos, como Information Agenda, banco de dados, e supercomputadores entre outros foram discutidos na parte da tarde. Nas 5 salas, os temas dividiram-se entre Cloud Computing, Business Analytics and Optimization, Smarter Commerce, Soluções de negócios e tecnologia.

O evento encerrou em seu segundo dia após palestras e debates, deixando o tema “Inovação que faz a diferença”, como um desafio a ser pensado e questionado pelas organizações e pela sociedade. E você, o que está fazendo para Inovar hoje?