Black Friday: confira dicas de segurança para não dar ruim

Black Friday 2015

A Black Friday está batendo a porta, e neste ano, não queremos que você caia em ciladas, Bino! Faltando quase uma semana, preparamos uma centena de dicas para deixar a sua “sexta-feira preta” com tudo bem claro. Fica ligado no dia oficial, é 27 de novembro.

A versão 2015 pode ter um crescimento superior a 12%, com mais de R$ 978 milhões em vendas, segundo o Busca Descontos, site que começou a praticar o evento no Brasil.

Alguns sites de grandes varejistas brasileiros já iniciaram seus pré-cadastros, listamos aqui alguns deles:

  • Ponto Frio;
  • Magazine Luiza;
  • Submarino;
  • Casas Bahia;
  • Netshoes – Com desconto no mês todo e navegação sem consumo de dados pelo celular;
  • Chevrolet – No dia do evento, a empresa oferecerá as melhores oportunidades em carros 0 km, saindo direto da fábrica. É só escolher entre os modelos participantes da promoção.

Não podemos esquecer das dicas listadas pelo Zoom. O comparador de preços contará com especialistas para ajudar na hora da escolha do produto certo.

“Nosso objetivo é apoiar todo o processo da compra online, ajudando os clientes na escolha do produto e na checagem da veracidade do desconto apresentado, oferecendo conteúdo didático e filtros que possibilitam selecionar as características que melhor atendam à sua necessidade. Além disso, reforçaremos nossa equipe de Especialistas para sanar dúvidas durante todo o evento”, explica Thiago Flores, diretor executivo do Zoom. “Garantimos também que o cliente efetuará a compra em uma loja confiável, pois todas as varejistas passam por um rigoroso crivo para se tornar parceiras do Zoom”, explica.

(1) A primeira dica é sempre checar se o desconto apresentado é realmente relevante. Para isso, o ideal é sempre decidir antes os produtos que deseja para checar se na Black Friday esse item está com uma oferta boa, já que não são todos os produtos que entram em promoção, mas sim aqueles que o varejo pretende liquidar os estoques.

(2) Em tempos de crise, é essencial não agir por impulso ao encontrar produtos que você não precisa e que estão com um bom desconto. A gestão do orçamento está cada vez mais apertada e é essencial avaliar se você realmente precisa daquele item. Se for uma promoção muito boa e você avaliar que realmente cabe no seu orçamento, é válido aproveitar a oportunidade, mas sempre é necessário refletir antes da compra. Se a ideia for comprar produtos   eletrônicos isso se torna ainda mais importante, já que possuem muitas características e funcionalidades que precisam ser observadas. Para comprar um smartphone, por exemplo, é essencial entender quais são os recursos que mais serão úteis para você. Se você gosta de tirar muitas fotos, é melhor prezar por um aparelho com uma câmera frontal e traseira mais potente. Já se você gosta de jogar, precisa de um modelo com um processador mais robusto e com melhor capacidade de processamento gráfico.  Se o produto em questão for um notebook, a regra é a mesma e o que muda são as características. Caso a ideia seja usá-lo para trabalhar é bom investir em um modelo com um bom processador e com mais memória, mas se você pretende usá-lo para jogar, o mais importante é checar a placa de vídeo. Para auxiliar nessa tarefa, os produtos eletrônicos no Zoom contêm filtros por necessidade, que ajudam o usuário a entender a sua necessidade e mostra as características mais recomendadas para ele. Além disso, se ainda assim ficar com dúvida, os especialistas do Zoom estão à disposição para responder aos clientes!

(3) Se você precisa de algum produto eletrônico vale aproveitar a Black Friday para fazer essa compra, já que com o fim da Lei do Bem, a qual isentava as varejistas do pagamento de PIS/Cofins sobre smartphones, tablets, desktop, laptops, modens e roteadores, esses produtos sofrerão aumento de preço a partir de janeiro de 2016.

(4) Muitas pessoas estão pensando em aproveitar as promoções da Black Friday para comprar presentes de Natal. Nesse caso, vale ficar atento ao prazo de entrega oferecido pela varejista, pois os presentes precisam chegar até o dia 25 de dezembro para você presentear seus amigos e familiares na data.

(5) Cheque a taxa de entrega! É importante avaliar o cálculo do frete, que geralmente não está incluso na oferta, pois dependendo do valor pode ser que a compra do produto, mesmo com o desconto, não compense. Como esse é um fator que muda de acordo com a região em que será feita a entrega, é preciso checar sempre essa informação.

(6) Observe se o site é seguro! É importante verificar se o site tem dados blindados. Quando fornecer seus dados pessoais, fique atento ao desenho de um cadeado que aparece no canto esquerdo do local onde você digita o nome do site, e verifique se o endereço começa com https://. Também vale evitar compras em computadores de terceiros ou de acesso público. Não acreditar em ofertas que sejam extremamente discrepantes do preço médio praticado pelo mercado, verificar o nome da loja em sites de reclamações e até mesmo em órgãos de proteção ao consumidor, como o Procon, conhecer bem os critérios para troca, devolução e solicitação do dinheiro de volta, bem como observar indicadores de segurança do site antes de fornecer seus dados financeiros para pagamento, também precisam ser levados em consideração.

(7) Certifique-se de que está comprando em uma loja confiável! O mundo virtual oferece uma quantidade infinita de opções de lojas e vale lembrar que hoje é muito fácil criar uma loja online, sendo assim é preciso se precaver para que seu sonho de consumo não vire um pesadelo. Alguns cuidados essenciais:

(8) Conheça os seus direitos. A internet permite que você se arrependa da compra. Você tem o prazo de sete dias, contados a partir do dia do recebimento do produto, para devolvê-lo, mesmo que utilize o produto e ele não apresente defeito. Essa devolução garante o ressarcimento imediato do valor atualizado do pedido, incluindo os custos com frete. O Decreto 7962/13 orienta os lojistas a mostrarem de forma clara e visível, quais os meios de comunicação por onde o consumidor poderá exercer seu direito de arrependimento. Além disso, fica por conta da loja comunicar a instituição financeira ou administradora de cartão de crédito que a compra foi cancelada em função do prazo de arrependimento. Mas não se confunda: esse prazo de 7 dias não vale para troca de produtos. Uma coisa é trocar e outra é devolver. Caso você queira seu dinheiro de volta, essa é a melhor opção e não se esqueça de que no momento de enviar a mercadoria de volta é preciso incluir a nota fiscal da compra.

Black Friday

(9) Saiba o que fazer se receber o produto com defeito! A substituição de produtos defeituosos ou com mau funcionamento é garantida pelo Código de Defesa do Consumidor. Caso você faça as suas compras online e receba o produto com defeito aparente, existem prazos para reclamar com a loja virtual, que variam de acordo com o tipo de produto. Para eletrodomésticos, eletrônicos e outros produtos duráveis, o prazo é de até 90 dias. Para os não duráveis, como alimentos e flores, o prazo é de 30 dias. A partir disso, fica valendo a garantia do fabricante, que varia conforme a marca. Essa informação consta em contrato, não deixe de checar. Se depois de 30 dias da reclamação o problema não for resolvido, você poderá, além de trocar o produto por outro igual, solicitar devolução imediata do valor pago, ou ainda, pedir que seja feito o abatimento proporcional do preço, caso decida ficar com o produto defeituoso.

(10) É essencial também estar ciente do processo para trocar um produto comprado pela internet, pois é diferente da devolução. Pelo Código de Defesa do Consumidor, as lojas não são obrigadas a trocar os produtos, caso não haja algum defeito ou propaganda enganosa. Então, a política de troca pode variar de loja para loja. No entanto, muitas delas aceitam a troca, em função de cores ou tamanhos, por exemplo, dentro de um prazo pré-estabelecido (fique atento às letras miúdas quando fechar a compra). Nesse caso, os custos de frete ficam a cargo do consumidor.

(11) Uma outra dica muito legal é o uso de cartões de crédito virtuais. O Itaú, a Caixa e o PayPal são algumas das empresas que já oferecem o serviço por aqui. Com ele, você tem uma maior segurança para realizar compras online.

(12) E uma última dica, se mesmo depois disso tudo, você ainda tiver problemas, corra para o Reclame Aqui!

* O BigSense não obteve qualquer valor para divulgação dos sites e listas dos descontos do Black Friday 2015.