Teste: Duster Oroch é a primeira picape média com jeitão de SUV

A Renault não tinha uma picape em seu portfólio e para não ficar para trás, resolveu pegar a Duster e alongar seu eixo e incluir uma caçamba média, surgindo uma nova categoria no mercado, a “SUP”, uma SUV com caçamba. A Duster Oroch mal chegou e já tem um concorrente de peso batendo a porta. A Fiat Toro, derivada do Jeep Renegade, está chegando agora para brigar nesta nova fatia de picapes “meio-médias”, que estão acima das pequenas Saveiro e Strada, e abaixo das médias S10 e Ranger.

A photo posted by Rodrigo Bastos (@bigdigo) on

"Um em cada três utilitários vendidos no mundo é picape, e no Brasil, 80% dos comerciais 
leves são picapes!"

Rodando na cidade ou na estrada

Nos testes, realizados com a versão topo de linha, a Dynamique 2.0 16v, podemos comprovar que a novidade tem um grande potencial. O conjunto conforto e robustez entregaram uma ótima experiência ao volante. Debaixo do capô o motor conta com 148 cv, entregando 20,9 kgfm, com tração dianteira e o câmbio manual de seis marchas, suportando ao todo 650 kg na carga máxima.

O desempenho foi bem positivo no geral. As retomadas foram bem rápidas, nas curvas ela se mostrou bastante estável também. E mesmo em velocidades altas na estrada, a Oroch sempre se mostrou bem dominada. A visão ao volante é bem ampla e clara, e ainda pode se gabar no quesito conforto para até 5 pessoas “normais”.     

Espaço interno Oroch

No modo Eco a potência e o torque diminuem, e até o ar-condicionado perde força para economizar no combustível. A diferença na cidade foi de quase 1 km a mais. Com ele ativado na cidade, ela teve autonomia de 10,2 km/l e com o Eco desativo, o consumo foi de 9 km/l, ambos na gasolina. Na estrada, testamos ela viajando para a região dos lagos, e o consumo na gasolina foi de 11,9 km/l. 

O estepe fica embaixo da parte traseira do veículo, tendo acesso somente com uma chave especial e estando o carro aberto. A caçamba tem capacidade para 683 litros, com 1,17 m de largura e 1,35 m de profundidade, permitindo, transportar 650 kg (incluindo ocupantes), contra os 400 kg da Strada e 944 kg da S10.

Itens de série e acessórios

A Oroch vem com ar, travas e vidros elétricos em todas janelas, alarme, volante com comandos de áudio e telefone, rádio CD MP3 com quatro alto falantes, USB e Bluetooth, rodas de liga leve aro 16, barras no teto, santantônio, protetor de caçamba. O único opcional é o banco em couro. São acessórios capota marítima, extensor de caçamba (que serve de rampa para motos), DVD e câmera de ré.

Galeria

Teste Duster Oroch
Pontos Positivos

  • Espaço interno bem interessante;
  • Kit multimídia de série em qualquer versão;
  • Suspensão traseira multilink é nota 10;
  • Modo Eco ensina ao motorista a controlar o pé pesado;

Pontos Negativos

  • Falta uma versão automática e 4×4; (Renault disse que devem chegar ainda este ano)
  • Não terá uma versão a Diesel;
  • Câmera de ré tinha que vir como item de série;
  • Sem controle de estabilidade e tração na versão topo de linha;

A novidade chega inicialmente em 3 versões, todas com câmbio manual:

Nova Duster Oroch Expression 1.6 16V Hi-Flex 5P – 115 cv 16/16 64.000
Nova Duster Oroch Dynamique 1.6 16V Hi-Flex 5P – 115 cv 16/16 68.400
Nova Duster Oroch Dynamique 2.0 16V Hi-Flex 5P – 148 cv 16/16 72.400